sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Enraivecida na Fúria do Sexo (Rabid) - 1977



Sinopse: Ao sofrer um acidente de carro em uma autoestrada, mulher é levada para uma clínica de estética das redondezas para um tratamento de emergência. Lá ela é submetida a uma cirurgia experimental envolvendo o implante de tecidos artificiais no organismo. Após a cirurgia, ela desenvolve a necessidade de se alimentar de sangue humano e começa a espalhar um vírus mortal.

Direção: David Cronenberg

Elenco: Marilyn Chambers
Frank Moore
Joe Silver
Howard Ryshpan


Comentário:

          A obra de Cronenberg, que tinha tudo para ser esquecida, se distancia de seus pares subprodutos dos anos 70 porque, à rigor, não é exatamente um filme de zumbis – trata-se de um híbrido entre zumbi e vampiro. Cronenberg também não se restringe ao sexploitation resultante da fama da protagonista (Marilyn Chambers era, à época, uma atriz pornô). O fato de ela transmitir seu vírus através do ato sexual, apesar de parecer gratuito, presta-se na verdade a uma reflexão muito adequada em uma época prestes a mudar radicalmente pelo advento do HIV. Além disso, o filme se concentra, de fato, em realizar um estudo sobre o impacto de uma epidemia nas relações sociais e políticas (a exemplo do que George Romero já havia feito em seu "O Exército do Extermínio"). Infelizmente, tudo o que dava potencial ao filme, desde a estranheza biológica (a protagonista bebe sangue humano através de uma boca mutante em sua axila), até as questões levantadas sobre as consequências da era do sexo livre, se perdem em uma produção barata e apressada. Mas, de uma cosia podemos ter certeza: "Enraivecida na Fúria do Sexo" é um dos melhores títulos brasileiros de todos os tempos.

Um comentário:

  1. o diretor sempre gostou de temas bizarros!com essa mulher vampira a camisinha não serve como proteção!tem que usar um machado ou uma estaca pra enfiar no suvaco dela!!Marcos Punch.

    ResponderExcluir

comente naquela caixinha do lado, é mais legal.