quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

The Plague Dogs - 1982

Sinopse: Dois cães usados como cobaias em um laboratório do governo britânico escapam do cativeiro e tentam se reconectar com seus instintos selvagens para sobreviver. Enquanto isso, o exército começa uma caçada para encontra-los, pois eles podem ser portadores da peste bubônica.

Direção: Martin Rosen

Elenco: John Hurt
Christopher Benjamin
James Bolam
Nigel Hawthorne






Download:

Torrent do filme (1,36 Gb, MKV):
Pirate Bay
Legenda PT-BR

Comentário:

É uma pena que "The Plague Dogs" tenha permanecido relativamente obscuro, ao menos para o público brasileiro, mesmo depois do caso envolvendo os beagles do Instituto Royal. Seu visual miserável, suas cenas violentas e o clima perturbadoramente triste, e iminentemente trágico, são mais eloquentes do que qualquer debate sério. E falar sobre "The Plague Dogs" é uma tarefa difícil quando boa parte de seu impacto reside em sua simplicidade, seja na trama ou no traço apressado, e por vezes até mesmo tosco. Com poucas falas, é impossível não se envolver com os cães Rowf e Snitter, vítimas de circunstâncias que jamais poderão compreender, lutando pela condição mais básica da natureza: a liberdade. Boa pedida pra criançada.

domingo, 30 de junho de 2013

O Estrangulador de Rillington Place (10 Rillington Place) - 1971

Sinopse: A história real de John Christie (Richard Attenborough), síndico de um condomínio na Londres da década de 1950 e um dos maiores serial killers de todos os tempos. É também a história de Tim Evans (John Hurt), marido de uma das vítimas, que se torna o único suspeito da onda de assassinatos.

Direção: Richard Fleischer

Elenco: Richard Attenborough
John Hurt
Judy Geeson
Pat Heywood  









Download:

Arquivo com o torrent do filme (700 Mb, AVI) e legendas em Português - BR:

Comentário:

     "O Estrangulador de Rillington Place" representa o ponto culminante na obsessão de Richard Fleischer pela temática do serial killer, evidenciado em filmes como "O Estrangulador Misterioso", de 1949, "Estranha Compulsão", de 1959 e "O Homem Que Odiava as Mulheres", de 1968. O grau de sofisticação atingido aqui, contudo, pode ser justamente o seu maior defeito e o elemento que o condenou ao ostracismo.
    A exemplo de seu predecessor de 1968, a recriação minuciosa dos fatos tal qual ocorreram atinge níveis que beiram a doença mental. Cenários, aspecto físico dos personagens, o que eles comiam no café da manhã, tudo é dissecado pelo bem do realismo. O problema é que o foco humano acaba sendo deixado de lado, e para o espectador, o frio e a umidade das periferias industriais londrinas onde a história se passa são quase palpáveis - não há senso de humor e é impossível sentir empatia por qualquer um dos personagens. Todos, de assassino à vítima, são ignorantes, repulsivos e deformados pela vida na pobreza do pós-guerra na Europa. Talvez o legado que Fleischer tenha tentado deixar é o de que esse assunto não tem a menor graça. Por essas e outras, em especial graças aos desdobramentos inacreditáveis do enredo, este é um pequeno filme notável.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Cidade do Vício (The Phenix City Story) - 1955

Sinopse: A população da cidade norte-americana de Phenix, dominada por organizações criminosas, resolve fazer justiça com as próprias mãos e começa uma guerra sangrenta contra a marginália. Baseado em uma história real.

Direção: Phil Karlson.

Elenco: John McIntire
Richard Kiley
Kathryn Grant
Edward Andrews








Download:

Torrent com o filme (1,36 GB, AVI) e legendas em Português - BR inclusas:
Link Magnético

Links alternativos:
Pirate Bay
Isohunt

Comentário:

     “Cidade do Vício” é o típico exemplo de como filmes baratos e considerados como lixo pelos teóricos sérios podem guardar em si elementos visionários. Feito de forma independente, o longa é um verdadeiro festival de atrocidades que serviria de inspiração para gerações por vir, desde Scorsese (cuja fundação restaurou a obra), até Tarantino.
     Filho bastardo do cinema noir, “Cidade do Vício” é inovador não só na violência gráfica, que ainda hoje perturba, como também em suas influências do neo-realismo italiano. O filme adota um estilo documental radical, com direito à “câmera na mão”, filmagens em locações reais e contando, inclusive, com um elenco formado por cidadãos da cidade de Phenix interpretando a si mesmos. Apesar do ritmo datado, “Cidade do Vício” permanece como um dos pilares fundadores do cinema contemporâneo e você estará fazendo um favor a si mesmo assistindo-o.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

The American Astronaut - 2001

Sinopse: As aventuras de um comerciante interplanetário em homérica viagem por um sistema solar remoto, com a finalidade de fornecer à população feminina de Vênus um representante masculino adequado. Enquanto isso, sem saber, ele é perseguido pelo sangue-frio Professor Hess, uma enigmática figura de seu passado.

Direção: Cory McAbee

Elenco: Cory McAbee
Greg Russell Cook
James Ransone
Rocco Sisto
Tom Aldredge





 Download

TORRENT

LEGENDA


Comentário: Cinema deixou de ser algo simplesmente subjetivo há muito tempo. Não basta que simpatizemos com um filme do ponto de vista emocional, é necessário  também que ele seja melhor que a maioria que já vimos anteriormente, e semelhante a outros que admiramos . Portanto, quando assistimos a algo como The American Astronaut, é comum termos dificuldade em formar uma opinião, o que torna difícil a tarefa de desenvolver um simples comentário, mesmo que o blog do qual ele faça parte equivalha a um vaso sanitário da blogosfera.
Mas, como sempre há um estúpido à espreita disposto a considerar opiniões de merda, digamos apenas que, se o tal astronauta americano pousasse na terra, possivelmente seria recebido por Tim Curry e Richard O'Brien. Não que The American Astronaut tenha as viadage de Rocky Horror (antes que nossos leitores, machos, sintam-se ofendidos pela postagem); pelo contrário, é quase uma versão “hétero” e depressiva do mesmo; a comparação se refere ao fato de ser igualmente criativo, imprevisível e agradavelmente excêntrico.
O orçamento,  próximo da inexistência, ressalta um aspecto rústico completamente oportuno à produção, e se os números musicais não são lá muito empolgantes, chamam a atenção por serem representados de forma inesperada.
Cinema fantástico de dar orgulho do ser humano, o tipo de coisa que não parece ter sido concebida após um processo criativo (mesmo que este provavelmente sob efeitos de drogas), parece simplesmente existir.


segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

O Açougueiro (Le Boucher) - 1970

Sinopse: Diretora de uma escola em uma cidadezinha no interior da França começa um relacionamento amoroso com o açougueiro local, recém saído de uma carreira de quinze anos no exército. Paralelamente, uma série de assassinatos brutais começam a ocorrer na região.

Direção: Claude Chabrol

Elenco: Stéphane Audran
Jean Yanne
Antonio Passalia
Pascal Ferone







Download:

Arquivo com o torrent do filme (2 partes, 700 Mb cada, avi) e legendas em Português - BR:
http://rapidshare.com/files/3470866227/oa1970-Torr-LegPTBR.rar

Link alternativo:
http://www.4shared.com/rar/-6zsL1-M/oa1970-Torr-LegPTBR.html

Comentário:

     Claude Chabrol, morto em 2010, foi um dos fundadores da nouvelle vague, o movimento de vanguarda cinematográfico francês que mudou os rumos do cinema para sempre. Não obstante, seu nome acabou ofuscado e diminuído para os futuros cinéfilos devido à grandeza de seus pares, François Truffaut e Jean-Luc Godard. Mas assim foi Chabrol e seu cinema, marcado por obras simples e despretensiosas, até de certa forma humildes, que nunca pretenderam demolir os alicerces da arte cinematográfica, como inicialmente planejou Truffaut, e como Godard tenta fazer até os dias atuais.
       Assim, "O Açougueiro", um de seus melhores filmes, se apresenta como um trhiller bastante incomum. Com uma direção calma e despreocupada, Chabrol vai lentamente apresentando seus personagens principais e o desenvolvimento gradual de seu relacionamento. Enquanto isso, os assassinatos que ocorrem nas redondezas, a princípio apresentados na forma de conversas casuais e secundárias da população local, vão crescendo em termos de importâcia de forma naturalista, até atingirem proporões intoleráveis. A violência gráfica, quase inexistente, aparece apenas quando as circunstâncias tornam impossível oculta-la, e mesmo assim sempre de forma sutil, e por isso mesmo, mais perturbadora. "O Açougueiro" é um filme fascinante de um diretor que, vítima de seu tempo, foi condenando a ocupar um papel secundário na história do cinema.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

O Ritual dos Sádicos - 1970

AKA: O Despertar da Besta

 

Sinopse: Como parte de um experimento, psiquiatra leva quatro voluntários para assistir a um filme do personagem Zé do Caixão e após isso os droga com LSD para estudar os efeitos do personagem em seus subconscientes. Os delírios dos voluntários, porém, começam a fugir do contole.

Direção: José Mojica Marins 

Elenco: José Mojica Marins
Mário Lima
Carlos Reichenbach
Andreia Bryan





Download:

Arquivo com o Torrent do filme (700 Mb):
Link Magnético

Links alternativos:
Rapidshare 
4shared

OU

Link para o download direto do filme (7 partes, 700 Mb):

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
Parte 6
Parte 7


Comentário: 


O Ritual dos Sádicos” é um filme bizarro e impossível de ser classificado. O último grande filme de José Mojica Marins é um estudo metalingüístico sem precedentes, e é tão complexo e intelectualmente refinado em seu propósito que é quase impossível entender exatamente o que Mojica quis dizer com ele. Além disso, o filme guarda em si qualidades experimentais tão chocantes que, se tivesse sido feito na Europa, por exemplo, com certeza seria influência para gerações e gerações de cineastas por vir. Mas foi azar de Mojica ter nascido brasileiro, e nunca saberemos exatamente o impacto que a obra poderia ter tido na formação cultural do Brasil dos anos 70: apesar de sempre ter tido problemas com a censura, “O Ritual dos Sádicos” detém a façanha de ser o único filme de Mojica (e um dos únicos filmes brasileiros do período) a ser sumariamente proibido pela ditadura militar, vindo a público apenas no período de abertura, no início dos anos 80 (com o título de "O Despertar da Besta").

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

O Segredo da Porta Fechada (The Secret Beyond The Door) - 1947

AKA: O Segredo Atrás da Porta

 

Sinopse: Mulher se casa impulsivamente com milionário misterioso. Ao voltar da lua de mel, ela descobre que seu marido é obcecado em reconstituir cenários de assassinatos famosos. Um dos cômodos de sua coleção, porém, econtra-se trancado. Na busca por descobrir o que há no quarto trancado, a mulher começa a descobrir uma série de segredos e horrores ocultos na vida de seu novo marido.

Direção: Fritz Lang

Elenco: Joan Bennett
Michael Redgrave
Anne Revere
Barbara O'Neil



Download:

Torrent (AVI, 700 Mb):
Link Magnético

Link alternativo:
http://isohunt.com/torrent_details/36453480/The+Secret+Beyond+The+Door?tab=summary

Legenda em Português - BR:
http://www.opensubtitles.org/pt/subtitles/3642403/secret-beyond-the-door-pb

Comentário:

     "O Segredo da Porta Fechada" não só é o filme mais emblemático da fase americana de Fritz Lang, como é também sua melhor obra do período. Diz Lang ter sido inspirado pelo ótimo "Rebecca - A Mulher Inesquecível", de Alfred Hitchcock. Talvez "inspirado" seja um eufemismo: Lang beira o plágio. Afinal, o enredo de ambos os filmes é quase idêntico. Os dois começam com a mulher sem sal perdida na vida tendo um caso de amor tórrido em um país exótico. Ambos os romances terminam em casamento. Ambos os casamentos esfriam quando a esposa se muda para a mansão decadente do marido. Ambas as famílias residentes nessa mansão escondem segredos macabros que aos poucos se revelam para a esposa. E além disso, o desfecho de ambos os filme é idêntico, embora não caiba aqui uma análise mais aprofundada deles.
     O que torna então "O Segredo da Porta Fechada" um filme único é a forma como Lang, para todos os efeitos um intelectual refinado, se entrega de corpo e alma, sem medo de ser feliz, ao espírito B do cinema americano. E essa entrega fica clara nas narrações em off verborrágicas e desnecessariamente explicativas, nas atuações canastronas e em todo o enredo pseudo-freudiano sem pé nem cabeça típico do gênero. Antes disso tudo constituir um defeito, é justamente essa a virtude do filme. Com seus exageros e absurdos, "O Segredo da Porta Fechada" torna-se um longa envolvente e divertidíssimo, ao contrário da outra penca de suspenses góticos da época que também emulavam o sucesso de "Rebecca". Além disso, a liberdade e despretenção do clima B ainda garantiram a Lang a possibilidade de acrescentar algumas sequências surrealistas experimentais aqui e ali. Que por sinal lembram bastante o "Quando Fala o Coração", também de Hitchcock. A sem vergonhice dos alemães não conhece limites.

domingo, 18 de novembro de 2012

Esta Noite Encarnarei No Teu Cadáver - 1967

Sinopse: O coveiro Zé do Caixão, obcecado pela ideia de gerar o filho perfeito, um ser superior livre de dogmas religiosos ou códigos sociais e que age apenas pelo instinto, rapta diversas mulheres e as submete a brutais torturas. Quem sobreviver estará apta a conceber seu filho. Ele descobre, porém, que entre suas vítimas fatais estava uma mulher grávida. Corroído pela culpa, Zé vai aos poucos enlouquecendo e se tornando cada vez mais violento e imprevisível.

Direção: José Mojica Marins

Elenco: José Mojica Marins
Tina Wohlers
Nadia Freitas
Jose Lobo





Download:

OBS: Haja visto que os torrents contam com poucos seeds, disponilizo aqui o máximo de opções possíveis. Para todos os efeitos, o filme está disponível em DVD no mercado brasileiro a preço acessível, então deixem de ser criminosos e comprem logo.

Opção 1:

Torrent (AVI, 698 Mb):

Links alternativos:
Opção 2:

Torrent do filme com legendas em inglês embutidas (AVI, 634 Mb):

Comentário:


Esta Noite Encarnarei No Teu Cadáver” é, sem a menor sombra de sarcasmo, a obra-prima de José Mojica Marins. A continuação de “À Meia-Noite Levarei Sua Alma” segue o esquema da continuação que é quase um remake de seu predecessor, só que maior em tudo. E é um dos únicos filmes em que isso efetivamente funciona. Se antes Zé do Caixão era um simples serial killer, agora ele age movido por firmes convicções ideológicas e filosóficas. Se antes agia sozinho, agora conta com um capanga corcunda e deformado no melhor estilo Igor do Dr. Frankenstein. E se antes seu inimigo era sua própria loucura, aqui ele enfrenta, além disso, oponentes de peso: grandes produtores agropecuaristas conservadores, a Igreja e, praticamente, todas as instituições tradicionais do Brasil. E tudo isso superando (ainda que não tanto) a tosqueira e precariedade do filme anterior.

domingo, 11 de novembro de 2012

Até o Vento Tem Medo (Hasta el Viento Tiene Miedo) - 1968

Sinopse: Em um rigoroso colégio interno feminino, jovens são forçadas a passar as férias de verão nas dependências da escola como punição por terem entrado em uma torre abandonada proibida aos alunos. Com o passar dos dias, elas começam a suspeitar que o edifício é habitado pelo fantasma de uma aluna que cometeu suicídio ao passar por um castigo similar no passado.

Direção: Carlos Enrique Taboada

Elenco: Marga López
Maricruz Olivier
Alicia Bonet
Norma Lazareno.




Download:

Arquivo com o Torrent + Legendas em Português - BR (AVI, 700 Mb):
https://rapidshare.com/files/417304124/aovtm1968-Torr-LegPTBR.rar

Link alternativo:
http://www.4shared.com/rar/2V6z1aXI/aovtm1968-Torr-LegPTBR.html

Comentário:


      Apesar de não chegar perto da obra-prima de Taboada, "Veneno Para As Fadas", "Até o Vento Tem Medo" é um excelente exemplo de como uma direção firme pode salvar um roteiro medíocre. E a firmeza da direção está em sua rígida economia: em cenários simples, todos os elementos do filme tem importância para a trama e nada é deixado ao acaso. E mesmo essa economia às vezes abre espaço para sequências de beleza estética ímpar, com destaque para a cena inicial do pesadelo e da cena em que uma das personagens faz um dos strip-teases mais excitantes de todo o cinema.
    Taboada também parece ter aprendido o segredo dos grandes mestres (mas vale ressaltar que isso pode ter sido um completo acaso): a força da arte está no não dito, nas entrelinhas. E nas entrlinhas, "Até o Vento Tem Medo" torna-se uma fábula moral sobre a opressão. Afinal, todas as tragédias que tangem o enredo são provocadas pela ignorância cega da autoridade, representada aqui na figura da diretora. Outra conclusão das entrelinhas é que colégios internos para moças são ambientes com cargas explosivas de homoerotismo, o que é o suficiente para qualquer um de vocês querer ver o filme.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

O Homem Que Odiava as Mulheres (The Boston Strangler) - 1968

Sinopse: Serial killer aterroriza a cidade de Boston. O governo federal intervém no caso e coloca o detetive Frank McAfee (Henry Fonda) à frente das investigações. Mas Frank é um investigador da Receita Federal, não habituado a esse tipo de crime. A situação se complica porque o serial killer, o encanador John Bottoml (Tony Curtis), possue dupla personalidade e não sabe que é o assassino. Baseado em fatos reais.

Direção: Richard Fleischer

Elenco: Tony Curtis
Henry Fonda
George Kennedy




Download:

Arquivo com o Torrent + Legendas em Português - BR (AVI, 700 Mb):
https://rapidshare.com/files/1055656572/ohqoam1968-Torr-LegPTBR.rar

Link alternativo:
http://www.4shared.com/rar/gkCqe3Gh/ohqoam1968-Torr-LegPTBR.html

Comentário:

       O que chama a atenção logo de cara em “O Homem Que Odiava As Mulheres” é que ele é um claro exemplo das transformações pelas quais Hollywood passava no fim dos anos 60: a geração sexo, drogas e rock’n’roll chegava à película. Porém, enquanto a mudança começava de baixo, com filmes independentes e de orçamento ínfimo como “Sem Destino” de Dennis Hopper, “Caminhos Perigosos”, de Martin Scorsese, ou ainda “Na Mira da Morte” de Peter Bogdanovich, Richard Fleischer fez sua pequena revolução em um filme de grande orçamento, de distribuição mundial e com as maiores estrelas da história do cinema americano, Henry Fonda e Tony Curtis.
        Surpreende também que Fleischer, tipicamente um cineasta da era em que diretores eram meras ferramentas nas mãos de produtores de grandes estúdios, não tenha se intimidado com a imensidão do projeto que tinha em mãos e ainda tenha conseguido imprimir uma linha de experimentação autoral. Além da nudez e sexualidade explícitas e da violência gráfica que bebe claramente da fonte dos giallos italianos, “O Homem Que Odiava As Mulheres” se sobressai pelo uso inédito da tela dividida, que mostra um mesmo evento, em tempo real, a partir de múltiplas perspectivas simultâneas. Um dos assassinatos, por exemplo, ocorre em sua totalidade com a tela dividida em quatro partes: o assassino em primeira pessoa, a vítima em primeira pessoa, a casa onde ocorre o assassinato vista da rua e uma vizinha ouvindo os gritos na casa ao lado.
      Outra característica marcante do filme é o clima quase documental, que, em sua obsessão pela recriação dos eventos em seus mínimos detalhes, acaba resultando em um filme que muitos podem acusar, e não sem razão, de ser extremamente frio e desapaixonado. Apesar disso, “O Homem Que Odiava As Mulheres” merece seu lugar de destaque na história do cinema por ir a um lugar onde pouquíssimos filmes ousaram ir: literalmente (e eu não estou usando a palavra “literalmente” à toa) dentro da mente de um serial killer.

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Calafrios (Shivers) - 1975

AKA: Orgy of the Blood Parasites
AKA: The Parasite Murders
AKA: They Came From Within
AKA: Frissons 

 

Sinopse: Moradores de um condomínio de luxo isolado são atacados por um verme que os transforma em zumbis sedentos por sexo e violência.

Direção: David Cronenberg

Elenco: Paul Hampton
Joe Silver
Lynn Lowry
Allan Kolman



Download:

Arquivo com o Torrent + Legendas em Português - BR (AVI, 810 Mb):
https://rapidshare.com/files/2207161760/ca1975-Torr-LegPTBR.rar

Link alternativo:
http://www.4shared.com/rar/u6Kewhjn/ca1975-Torr-LegPTBR.htm


Comentário:

        Em seu primeiro filme “oficial”, David Cronenberg, o santo padroeiro deste blog, já mostrava ao mundo todo o seu poder como realizador. “Calafrios” pode a princípio, devido ao seu enredo, parecer mais um sexploitation de quinta categoria. Mas são nos detalhes que se esconde a força dessa grande estréia: em primeiro lugar, o que se sobressai, em uma era prestes a mudar radicalmente pelo advento do HIV, é o fato de a doença incurável que transforma os pacatos suburbanos canadenses em zumbis ser transmitida pelo ato sexual.
       Uma análise mais atenta revela outro detalhe impressionante: apesar das exigências de um filme de terror convencional, e de algumas mortes ocasionais, a epidemia e os zumbis não são retratados de forma aterrorizante. Ao contrário, em diversos momentos a transformação em zumbis é mostrada como uma espécie de libertação. Mais do que isso, os mais fervorosos combatentes da infestação de zumbis, os “heróis” do filme, são, em sua essência, conservadores. Essa visão fica clara na cena final, e atenção para revelações de enredo daqui para frente, na tradição da epidemia que sai do micro para infestar o macro. Os moradores, após uma orgia de proporções romanas, saem do condomínio em seus carros para levar sua condição para o resto do mundo. Essa cena, longe de ser assustadora ou depressiva, passa a sensação de um final feliz: todos os moradores, muito saudáveis para o padrão de um morto-vivo, estão lúcidos e alegres. Em uma cultura marcado pelos zumbis capitalistas de Romero, ou pela completa e irresponsável banalização deles no “The Walking Dead”, “Calafrios” é um bem-vindo contraponto.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Alucinações do Passado (Jacob's Ladder) - 1990

Sinopse: Veterano da Guerra do Vietnã passa a sofrer alucinações pertubadoras relacionadas a um combate em que foi gravemente ferido. Ele descobre que outros combatentes envolvidos no episódio estão tendo os mesmos sintomas. Eles então decidem descobrir a verdade sobre o que realmente aconteceu aquele dia.

Direção:
Adrian Lyne

Elenco:
Tim Robbins
Elizabeth Peña
Danny Aiello
Jason Alexander
Eriq La Salle


 


Download:

Torrent (AVI, 700 Mb):
Link Magnético

Links alternativos:
Pirate Bay
Isohunt

Legendas em Português - BR:
http://www.opensubtitles.org/pt/subtitles/3667753/jacob-s-ladder-pb


Comentário:

         
É difícil falar sobre a qualidade de “Alucinações do Passado” sem entregar seu “final surpresa”, ainda que o filme nunca tente esconder a verdade por trás da paranóia do personagem de Tim Robbins (em atuação vigorosa, diga-se). Tanto não se esforça que essa verdade é dita em diversos momentos, da forma mais natural possível e, por isso mesmo, enganadora. E apesar da relevância espiritual (opa) dessa revelação, o universo quase lynchiniano cuidadosamente construído pelo diretor Adrian Lyne ainda abre espaço para uma interpretação completamente diferente, e igualmente relevante, em termos políticos. Apesar dos aspectos dramáticos e de estudo de personagem do roteiro, “Alucinações do Passado” pode ser visto, com igual impacto, como um filme-denúncia impressionante a respeito de experimentos realizados pelo exército norte-americano durante a Guerra do Vietnã (e, por tabela, em todas as guerras) tanto em prisioneiros vietcongues, quanto em seus próprios soldados. Não importa qual caminho o espectador queira seguir, o do drama existencial ou do filme de conspiração, “Alucinações do Passado” é um vencedor nos dois.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Viagens Alucinantes (Altered States) - 1980

Sinopse: Cientista sintetiza droga utilizada em rituais por tribos mexicanas. Para fins experimentais, ele consome a droga e se tranca em um tanque de imersão, que o deixa completamente isolado do mundo exterior. O objetivo é atingir os mais profundos níveis do subconsciente, para assim descobrir o "homem primordial", a origem da mente humana. O experimento, porém, foge do controle.

Direção: Ken Russell

Elenco: William Hurt
Bob Balaban
Blair Brown
Drew Barrymore




Download:

Torrent (MP4, 1,4 Gb):
Link Magnético

Links alternativos:
Pirate Bay
Isohunt

Legendas em Português - PT:
http://www.opensubtitles.org/pt/subtitles/3660528/altered-states-pt

OU

Arquivo com o Torrent + Legenda PT-BR (AVI, 900 Mb):
https://rapidshare.com/files/2024190491/va1980-Torr-LegPTBT.rar

Link alternativo:
http://www.4shared.com/rar/IQKVEw7c/va1980-Torr-LegPTBT.html

Comentário:

Foram poucos os filmes em que Ken Russell não teve controle total sobre sua obra. “Viagens Alucinantes” é um deles e, por isso mesmo, talvez seja sua obra-prima. Russell notoriamente é conhecido por seus longas surtados e extremos, e são essas características que fazem sua filmografia beirar o insuportável. Por ser um filme de estúdio que contratou Russell às pressas depois da demissão do diretor original, o medíocre Arthur Penn (de “Bonnie e Clyde”), “Viagens Alucinantes” reduz todo o delírio despropositado de Russell ao ponto de ele ser usado apenas quando necessário, ou seja, como uma ferramenta narrativa e não como o foco da narrativa, o que ocorreu em seu “Os Demônios”, por exemplo.
         Além da direção surpreendentemente firme e econômica, o enredo é outro ponto de destaque. Espécie de herança cultural dos experimentos com psicotrópicos em ambientes controlados de Timothy Leary e, principalmente, Aldous Huxley e seu artigo “As Portas da Percepção”, o roteiro é uma instigante reflexão sobre os limites do poder do subconsciente e da herança espiritual da humanidade. Até mesmo o final, quando a ficção-científica perde espaço para o terror puro e simples, torna-se uma decisão acertada. “Viagens Alucinantes” é o melhor filme de Russell porque é sua única obra que tem algo a dizer.