quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Viagens Alucinantes (Altered States) - 1980

Sinopse: Cientista sintetiza droga utilizada em rituais por tribos mexicanas. Para fins experimentais, ele consome a droga e se tranca em um tanque de imersão, que o deixa completamente isolado do mundo exterior. O objetivo é atingir os mais profundos níveis do subconsciente, para assim descobrir o "homem primordial", a origem da mente humana. O experimento, porém, foge do controle.

Direção: Ken Russell

Elenco: William Hurt
Bob Balaban
Blair Brown
Drew Barrymore




Download:

Torrent (MP4, 1,4 Gb):
Link Magnético

Links alternativos:
Pirate Bay
Isohunt

Legendas em Português - PT:
http://www.opensubtitles.org/pt/subtitles/3660528/altered-states-pt

OU

Arquivo com o Torrent + Legenda PT-BR (AVI, 900 Mb):
https://rapidshare.com/files/2024190491/va1980-Torr-LegPTBT.rar

Link alternativo:
http://www.4shared.com/rar/IQKVEw7c/va1980-Torr-LegPTBT.html

Comentário:

Foram poucos os filmes em que Ken Russell não teve controle total sobre sua obra. “Viagens Alucinantes” é um deles e, por isso mesmo, talvez seja sua obra-prima. Russell notoriamente é conhecido por seus longas surtados e extremos, e são essas características que fazem sua filmografia beirar o insuportável. Por ser um filme de estúdio que contratou Russell às pressas depois da demissão do diretor original, o medíocre Arthur Penn (de “Bonnie e Clyde”), “Viagens Alucinantes” reduz todo o delírio despropositado de Russell ao ponto de ele ser usado apenas quando necessário, ou seja, como uma ferramenta narrativa e não como o foco da narrativa, o que ocorreu em seu “Os Demônios”, por exemplo.
         Além da direção surpreendentemente firme e econômica, o enredo é outro ponto de destaque. Espécie de herança cultural dos experimentos com psicotrópicos em ambientes controlados de Timothy Leary e, principalmente, Aldous Huxley e seu artigo “As Portas da Percepção”, o roteiro é uma instigante reflexão sobre os limites do poder do subconsciente e da herança espiritual da humanidade. Até mesmo o final, quando a ficção-científica perde espaço para o terror puro e simples, torna-se uma decisão acertada. “Viagens Alucinantes” é o melhor filme de Russell porque é sua única obra que tem algo a dizer.

Um comentário:

  1. Mediocre Arthur Penn ??? Q facada no fígado e tiro no pé ! Tótó do caralho

    ResponderExcluir

comente naquela caixinha do lado, é mais legal.