segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

O Açougueiro (Le Boucher) - 1970

Sinopse: Diretora de uma escola em uma cidadezinha no interior da França começa um relacionamento amoroso com o açougueiro local, recém saído de uma carreira de quinze anos no exército. Paralelamente, uma série de assassinatos brutais começam a ocorrer na região.

Direção: Claude Chabrol

Elenco: Stéphane Audran
Jean Yanne
Antonio Passalia
Pascal Ferone







Download:

Arquivo com o torrent do filme (2 partes, 700 Mb cada, avi) e legendas em Português - BR:
http://rapidshare.com/files/3470866227/oa1970-Torr-LegPTBR.rar

Link alternativo:
http://www.4shared.com/rar/-6zsL1-M/oa1970-Torr-LegPTBR.html

Comentário:

     Claude Chabrol, morto em 2010, foi um dos fundadores da nouvelle vague, o movimento de vanguarda cinematográfico francês que mudou os rumos do cinema para sempre. Não obstante, seu nome acabou ofuscado e diminuído para os futuros cinéfilos devido à grandeza de seus pares, François Truffaut e Jean-Luc Godard. Mas assim foi Chabrol e seu cinema, marcado por obras simples e despretensiosas, até de certa forma humildes, que nunca pretenderam demolir os alicerces da arte cinematográfica, como inicialmente planejou Truffaut, e como Godard tenta fazer até os dias atuais.
       Assim, "O Açougueiro", um de seus melhores filmes, se apresenta como um trhiller bastante incomum. Com uma direção calma e despreocupada, Chabrol vai lentamente apresentando seus personagens principais e o desenvolvimento gradual de seu relacionamento. Enquanto isso, os assassinatos que ocorrem nas redondezas, a princípio apresentados na forma de conversas casuais e secundárias da população local, vão crescendo em termos de importâcia de forma naturalista, até atingirem proporões intoleráveis. A violência gráfica, quase inexistente, aparece apenas quando as circunstâncias tornam impossível oculta-la, e mesmo assim sempre de forma sutil, e por isso mesmo, mais perturbadora. "O Açougueiro" é um filme fascinante de um diretor que, vítima de seu tempo, foi condenando a ocupar um papel secundário na história do cinema.

Um comentário:

comente naquela caixinha do lado, é mais legal.